Escola de Futebol Associação Luciano Sousa

Quando em 22 de Julho de 2002 nasceu a Associação Escola de Futebol Luciano Sousa, com o apoio do Centro Paroquial de Santa Marta de Portuzelo e da sua respectiva Comissão Fabriqueira, estávamos longe de imaginar que esta “escolinha de futebol” movimentasse tantos alunos, participasse e organizasse tantas actividades de diferente cariz, numa palavra, alcançasse este dinamismo e este sucesso.

Voltar

Avenida Comendador Parente Ribeiro
4925-001 Santa Marta de Portuzelo
Telm: 96 395 08 55

Historial

Quando em 22 de Julho de 2002 nasceu a Associação Escola de Futebol Luciano Sousa, com o apoio do Centro Paroquial de Santa Marta de Portuzelo e da sua respectiva Comissão Fabriqueira, estávamos longe de imaginar que esta “escolinha de futebol” movimentasse tantos alunos, participasse e organizasse tantas actividades de diferente cariz, numa palavra, alcançasse este dinamismo e este sucesso.
Foi sempre intenção desta agremiação, proporcionar em primeiro lugar uma actividade desportiva, neste caso o futebol, a todos quantos entendessem ser esta uma actividade salutar na sua formação e crescimento, ocupando o corpo e os espírito sadiamente, em detrimento de outras ocupações mais negativas a que os jovens de hoje estão expostos. No entanto, é bom não esquecer que este objectivo primeiro alicerça-se em outros de igual importância, como são, por exemplo, a formação social, o ganhar competências para que a convivência com os demais, sejam amigos, familiares ou outros das suas relações, se possam fortalecer e ser cada vez mais orientadas no sentido do respeito mútuo e sã convivência.
Esperado era também que não descurassem a sua actividade principal, o que neste caso está relacionado com a sua actividade académica, uma vez que só a frequência e o aproveitamento escolar são garantias essenciais para o sucesso pessoal e o futuro dos jovens. O desporto, a família, e os demais contextos que a criança se insere são, e assim deverá ser sempre entendido, como complementos (também importantes) à sua formação e desenvolvimento.
E a freguesia de Santa Marta de Portuzelo, oferecia jovens, vontade, oportunidade e infra-estruturas para que a “escolinha” nascesse. Começou com cerca de 30 crianças, acabando a época como a segunda agremiação desportiva do distrito e Viana do Castelo a participar nos respectivos campeonatos distritais de futebol de sete com 2 equipas em escolas (crianças dos oito aos dez anos), duas em infantis (com 11 a 13 anos) uma em iniciados e outra em juvenis.
E se num primeiro ano de competição os resultados desportivos seriam secundários, pese embora a qualidade de muitos atletas o balanço final é excepcional, uma vez que tivemos uma equipa vice campeã distrital, dignificando as restantes pelo seu comportamento e orgulho em representar um clube de Santa Marta, o campeonato em que participaram.
Descrever as imensas actividades em que estivemos envolvidos seria fastidioso, mas não queremos deixar de apontar algumas, pelo seu significado.
Fomos convidados e participamos em jornadas internacionais, como é exemplo o Torneio Alltifoot em Font-Romeu (França), na 3ª edição da Vigo-Cup que movimenta mais de 3500 atletas durante uma semana em Vigo – Espanha, e ainda em jornadas ibéricas realizadas em Cangas/Vigo. Estivemos representados em torneios, como foi o caso de Barcelos (este internacional), Braga, Guimarães, Marinhas, Cantanhede, Vila da Feira, Maia, Taipas, Arcos de Valdevez, etc,etc..
Organizamos também nós jornadas desportivas, uma vez que somos a única equipa distrital inscrita na Associação Nacional de Escolas de Futebol- A.P.E.F. - proporcionando assim muitos joguinhos aos nossos miúdos de 6, 7 anos, bem como a todos os outros atletas que não tendo possibilidades de integrar as equipas que disputavam os campeonatos distritais, tinham nestas jornadas a oportunidade de participar e conviver.
Tivemos a honra de ser convidados pelo Sporting Club de Portugal a visitar o seu Centro de Estágio em Alcochete, fazer com jogo com a sua equipa de Iniciados que participa no Campeonato Nacional. Fomos ainda convidados, num total de 190 pessoas que compunha a nossa comitiva entre aletas, dirigentes, pais e acompanhantes, a assistir a uma jornada do Super Liga Portuguesa (Sporting-Beira-Mar) aproveitando ainda este fim de semana de 25,26 e 27 de Abril para jogar na Pontinha com a Escola de Futebol Paulo Sousa e ainda de disputar alguns jogos com o Estrela da Amadora.
Também a convite expresso do Celta de Vigo tivemos a oportunidade de assistir a um jogo da Liga Espanhola, (Celta de Vigo-Bétis de Sevilha) tendo para o efeito deslocado cerca de 130 pessoas a Espanha no passado dia 13 de Abril de 2003.
Para além de proporcionar aos nossos atletas estas experiências, realizamos também nós outras actividades, que englobam entre outras, a realização de uma jornada de formação intitulada “Como Estudar”, facultando aos participantes algumas competências para melhor aproveitarem o seu tempo dedicado ao estudo, a realização pela primeira vez no distrito de Viana do Castelo de um Seminário de Futebol, cujo tema da “Formação à Alta Competição” contou com oradores de renome como foram os casos do Prof. Rui Quinta, Prof. Rui Oliveira, Prof. Rui Pacheco, Mestre José Neto e Jorge Silvério e ainda dos treinadores Carlos Carvalhal e Luís Campos.
Não podemos também esquecer os jantares de Natal e de fim de época que reuniram mais de 240 convivas em sã convivência e cuja representação das entidades oficiais do distrito muito nos honrou.
Os nossos torneios Internacionais do Natal, Páscoa, realizado no “complexo desportivo Manuela Machado” com o apoio da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Associação de Futebol de Viana do Castelo e Cruz Vermelha Portuguesa, bem como o de fim de época, este realizado com o apoio do Centro de Estágio de Melgaço e da respectiva Câmara Municipal, dos Bombeiros Municipais, delegação da A.P.P.A.C.D.M. de Melgaço e da Escola de Pomares na pessoa do seu presidente, foram momentos altos que não devemos esquecer, tendo em média participado cerca de 650 atletas em cada edição, em representação de muitas equipas de renome a nível nacional, como foi o caso do Benfica, Estrela da Amadora, Guimarães, Penafiel, Boavista, Moreirense, Leixões, entre outros, como são os casos das “escolinhas” 115, Fernando Pires, Rosa Náutica da Figueira da Foz, Marinhas, etc, etc, com as quais mantemos as melhores relações de amizade, sem esquecer as equipas espanholas do Alondras e Bouzas.
Felizmente, e aqui não podemos deixar de enaltecer e agradecer, o apoio que temos recebido de várias entidades oficiais, como é o caso da Associação de Futebol de Viana do Castelo, das Câmaras Municipais de Viana do Castelo e de Melgaço, do Governo Civil, das delegações do Instituto Português da Juventude e do Instituto Nacional do Desporto, das Junta de Freguesia de Santa Marta de Portuzelo, Meadela, Santa Maria Maior, Monserrate, e São Salvador da Torre e de inúmeros apoios de entidades privadas e de pequenas e médias empresas do distrito.
Por fim um bem haja ao Centro Paroquial de Santa Marta de Portuzelo bem como aos pais dos nossos atletas, uma vez que sem eles e o seu apoio incondicional a este projecto, muito do que alcançamos não teria sido possível.
Os seus filhos agradecem e nós curvamo-nos perante tamanho apoio, espírito de sacrifício e colaboração.
Santa Marta de Portuzelo começa a ser uma referência no panorama desportivo e lúdico/social/educacional do distrito.
Que a nossa contribuição, com a ajuda de todos e de todas as instituições da freguesia faça crescer estas oportunidades de crescimento e desenvolvimento salutar e harmonioso das nossas crianças.

Freguesia de Santa Marta de Portuzelo